Cidadão do Povo
Mauricio Dias

Seis pessoas ficaram feridas durante um tiroteio em Vitória da Conquista, cidade localizada a 509 quilômetros de Salvador, na noite do sábado (18). De acordo com informações da 77ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), o crime aconteceu por volta das 23h30 no bairro Maron, quando dois homens em uma motocicleta invadiram um bar da região.

"Dessas seis pessoas, pelo menos quatro têm envolvimento com o tráfico de drogas. Entre eles está um rapaz de prenome Isaque, que seria o alvo do atentado", disse o major da 77ª CIPM, Fernando Leite. Informações preliminares apontam que as outras vítimas foram alvejadas por estarem acompanhando Isaque, que seria envolvido com o tráfico de drogas no bairro Nova Esperança.

O grupo foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital de Base de Vitória da Conquista. O estado de saúde das vítimas não foi divulgado pela polícia. Até a tarde deste domingo (19), ninguém foi preso e a PM busca identificar os dois autores do atentado. iBahia - Foto: Blog do Anderson/Reprodução

Dois preso morreram asfixiados no ponto de apoio da Polícia Militar em Taquarinha, distrito de Mucuri, neste sábado (18), após um incêndio acontecer no local, que também serve como custódia provisória. De acordo com o Teixeira News, não haviam policiais no local no momento do início das chamas. Uma mulher identificada como Ilza Rodrigues de Matos, de 33 anos e um homem conhecido por “Jabuti”, morreram fruto de queimaduras e asfixia.

As duas vítimas estavam presas por acusação de envolvimento com o tráfico de drogas. . Havia inicialmente a suspeita que uma outra presa teria provocado o incêndio ateando fogo em um colchão, mas essa hipótese foi descartada. O caso é investigado pelo Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas (DPT) e pela Polícia Civil, além da instauração de um inquérito policial no 89ª CIPM de Itabatã, que responde pelos municípios de Mucuri e Nova Viçosa. Foto: Teixeira News

Oito pessoas morreram na noite deste sábado (18), depois de serem baleadas na sede do Pavilhão Nove, uma das torcidas organizadas do Corinthians. De acordo com a Polícia Militar, sete vítimas foram encontradas baleadas e mortas no local. Uma oitava também foi baleada, mas conseguiu fugir e foi levada ao Hospital das Clínicas pelo Samu, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O caso foi registrado no Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Policiais que participaram do registro da ocorrência afirmaram que a principal hipótese para o crime é uma briga envolvendo tráfico de drogas. Duas das vítimas tinham passagem por tráfico.

Os policiais descartam que a motivação do crime não seria uma rixa entre torcidas, apesar do jogo entre Corinthians e Palmeiras marcado para a tarde deste domingo (19) na Arena Corinthians, em partida de semifinal do Campeonato Paulista. Por volta das 11h, parentes das vítimas aguardavam a liberação dos corpos no Instituto Médico Legal (IML), na Zona Oeste.

Execução

Testemunhas disseram à polícia que pelo menos dois homens armados invadiram a quadra da torcida, que fica embaixo da ponte dos Remédios, próximo à Marginal Tietê, por volta das 23h. Os torcedores preparavam bandeiras que seriam levadas para o jogo deste domingo.

Segundo o DHPP, houve execução, já que as vítimas foram encontradas deitadas e próximas. Elas teriam sido obrigadas a se deitar pelos criminosos. Perto dos corpos foram encontradas cápsulas de pistola 9 mm. O portal G1 tentou contato com representantes da torcida organizada, mas ninguém foi encontrado durante a madrugada e a manhã deste domingo (19). G1 - Foto: Edison Temoteo/Futura Press/Estadão Conteúdo

Jackson Rocha, vulgo “Demônio”, era acusado de vários crimes na região

O corpo de um jovem de 19 anos foi encontrado em uma estrada vicinal, no município de Acajutiba, localizado a 182 km de Salvador. De acordo com informações da Delegacia Territorial, Jackson Rocha dos Santos foi assassinado e teve os órgãos genitais decepados e colocados dentro da boca. Conforme a Delegacia Territorial, Santos 'tocava terror' no município. Ele já havia sido preso por estupro e também promovia arrombamentos de casas, roubos e perseguições.

— Ele aprontava aqui na cidade, por onde passava era confusão. Brigava com todo mundo, roubava e ameaçava. Tem lugar que onde ele estava as meninas ficavam com medo de passar, viviam assustadas porque ele perseguia mesmo.

A polícia disse também que o suspeito havia adquirido muitos inimigos. O suspeito era usuário de drogas e dependente alcóolico.

— Ele vivia fugindo de Esplanada para cá, ia para Cristópolis, Aporá, muita gente não gostava dele. E como ele tinha estuprado uma moça, nós entendemos a violência do crime.

Ainda de acordo com a delegacia, o corpo do homem foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Alagoinhas. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Fonte: R7 - Foto: Acajutiba News/Reprodução

Uma mulher de 31 anos foi assassinada na manhã desta sexta-feira (17) em Jaguarari, a 404 km de Salvador. Segundo a 19ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior, o principal suspeito é o marido da vítima. Os dois assinariam o divórcio esta manhã e a polícia acredita que este é o motivo por trás do crime.

Marlúcia Moreira da Silva foi morta com dois tiros dentro da própria residência, na rua dos Operários, por volta das 9h30. Vizinhos chamaram a polícia depois de ouvirem disparos de arma de fogo vindo da casa. O portão estava aberto e a Polícia Militar encontrou a mulher caída já sem vida na cozinha da casa.

O suspeito foi identificado como João Conceição da Silva. Ele fugiu depois do crime em um carro não identificado e é considerado foragido. O delegado Felipe Neri disse que João iria buscar a mulher para seguirem juntos ao fórum e formalizarem o divórcio. "Vizinhos viram quando ele saiu com a arma na mão", diz.  A polícia não sabe porque o casal havia se separado, mas João já tinha saído de casa, segundo testemunhas. Correio - Foto: Portal Jaguarari/Reprodução

Prefeito Evandro Capixaba, preso por fraude, falsificação e ameaças a testemunha

O Ministério Público do Rio, informou que foram identificadas 16 fraudes em processos de licitações, no valor de R$ 10 milhões, na prefeitura de Mangaratiba, município da Costa Verde do estado. O prefeito Evandro Bertino Jorge (PSD), conhecido como Evandro Capixaba e outros dois secretários da prefeitura, foram presos presos nesta sexta-feira (17). A Justiça determinou o bloqueio dos bens do prefeito a pedido do Ministério Público. Ele foi afastado do cargo e o vice-prefeito, Ruy Quintanilha (PSB), assumiu a prefeitura na tarde desta sexta. Há um ano, ele tinha rompido politicamente com o prefeito preso. Ele disse que vai fazer uma auditoria nas contas da prefeitura.

De acordo com o MP, os vencedores das licitações eram "cartas marcadas". Em uma delas, que envolvia a compra de um total de R$ 1 milhão em sacos de lixo, o desvio foi de R$ 590 mil para os cofres públicos da cidade. Segundo o MP, o próprio empresário confirmou ter recebido menos da metade do valor contratado na licitação. Ainda de acordo com o MP, eles são suspeitos de fraudar licitações, falsificar documentos, coagir e ameaçar testemunhas, entre elas, dois jornalistas.

Leia mais...

Milton Severiano Ribeiro confessou nesta sexta-feira (17) o assassinato da dançarina de funk Amanda Bueno. Segundo informações do 'G1', em depoimento na delegacia, ele disse que teve um "surto" e que está arrependido do crime, segundo o advogado Hugo Assumpção.

De acordo com a Divisão de Homicídios da Baixada, será investigada uma suposta ligação de Milton com milícias. "Uma pessoa que controla tantas linhas de vans, tem tantas armas sem registro em casa e um esquema de segurança tão grande envolvendo a sua casa será investigado para sabermos se está relacionado com outros crimes", afirma o delegado Fábio Cardoso à publicação.

Entenda o caso

Amanda Bueno, ex-integrante do grupo Gaiola das Popozudas, que foi comandado por Valesca Popozuda, foi morta a tiros dentro de sua própria casa, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro. De acordo com a polícia, o crime aconteceu no final da tarde de quinta-feira (16), por volta das 17h30. iBahia - Foto: Reprodução/TV Globo

Após se entregar à Polícia Federal (PF), em Curitiba, a cunhada de Vaccari Neto, Marice Correa de Lima, foi levada para o Instituto Médico-Legal (IML) para fazer exame de corpo de delito, procedimento padrão após a prisão, às 16h20 desta sexta-feira (17). Marice é cunhada do ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores (PT) e teve a prisão temporária expedida na quarta-feira (15) – quando foi deflagrada a 12ª fase da Operação Lava Jato.

Como ela não estava em casa no momento da prisão e não se apresentou no mesmo dia, foi considerada como foragida. Segundo o advogado Cláudio Pimentel, Marice voltou de um congresso no Panamá, onde estava há dez dias. Ele disse que a viagem ao exterior ocorreu antes do pedido de prisão.

O mandado de prisão temporária tem prazo de cinco dias e pode ser prorrogado pelo mesmo período. A data passa a valer a partir da prisão. Durante a operação, a PF também cumpriu um mandado de busca e apreensão na casa de Marice e apreendeu vários documentos. Vaccari Neto foi preso na casa dele em São Paulo e já está na carceragem da PF. Ele é suspeito de operar um esquema de propinas cobradas de empreiteiras que fechavam contratos com a Petrobras. globo.com - Foto: Fernando Castro/Reprodução

Três toneladas de explosivos foram apreendidas, na quarta-feira (15), por equipes da 15ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Serrinha) e do 16º Batalhão da Polícia Militar (BPM), na cidade de Valente. Luiz André Ramos de Oliveira, de 30 anos, Joseilton de Pinho Oliveira, 51, e Fabrício Lima Azevedo, 31, foram flagrados transportando mais de uma tonelada de explosivos, num caminhão, sem autorização legal.

Conduzidos e interrogados na Delegacia Territorial (DT) de Conceição do Coité, os três afirmaram que o carregamento pertencia a Emanuel Messias Oliveira da Silva, presidente da Cooperativa de Garimpeiros do Vale do Itapicuru (Coopegavi). Eles também indicaram aos policiais um imóvel, em Valente, onde estavam guardadas as outras duas toneladas de explosivos, sem as devidas condições de segurança. Emanuel está foragido e é procurado.

Embora tenham sido apresentadas as notas fiscais, os explosivos não tinham a documentação exigida para que pudessem ser transportados e armazenados. Autuados em flagrante por possuir artefato explosivo sem autorização legal ou regulamentar, Luiz, Joseilton e Fabrício foram encaminhados ao Presídio Regional de Feira de Santana. Os artefatos já foram entregues ao Exército. Notícia Livre

Somente este ano, de janeiro até ontem (16), 71 caixas eletrônicos foram atacados na Bahia, de os dados do Sindicato dos Bancários do Estado da Bahia, em explosões, tentativas frustradas, oito arrombamentos e cinco assaltos. Na madrugada desta quinta-feira (16), bandidos fortemente armados explodiram e roubaram os dois bancos da cidade de Tanque Novo, no Sudoeste baiano. As agências do Banco do Brasil e do Bradesco, que ficam próximas, foram completamente explodidas.

Numa outra ação, os caixas de uma agência da Caixa Econômica Federal, localizada na Avenida Luiz Tarquínio, em Lauro de Freitas, também foram explodidos por ladrões que, segundo a Polícia formavam um grupo fortemente armados, que chegaram ao local por volta das 3h10, a bordo de dois veículos, sendo um, Corsa prata, placa não anotada.

Além da falta de segurança, que tem causado estresses e protestos dos funcionários dessas agências, nos municípios do interior do Estado, principalmente, onde  têm ocorrido os assaltos com destruição dos caixas eletrônicos e até mesmo agências bancárias, a população fica prejudicada por vários dias, com a falta de serviços bancários, tendo que se dirigiram a cidades muitas vezes distantes dezenas de quilômetros.

Leia mais...

Uma operação contra fraudes na declaração do Imposto de Renda cumpre quatro mandados de busca e apreensão em consultórios médicos e odontológicos de Feira de Santana, município localizado a 109 quilômetros de Salvador. Além dos consultórios, 30 agentes federais cumprem os mandados de busca e apreensão na residência e no escritório de um contador da cidade.

O objetivo é colher provas contra os envolvidos no esquema de fraude, que consistia na inclusão de despesas médicas falsas na declaração do IR de 2012. Todos os contribuintes investigados durante a operação contrataram os serviços de um escritório de contabilidade em Feira de Santana.

Eles apresentaram recibos providenciados pelo próprio contador, que trabalhava com a ajuda de profissionais de saúde, para justificar consultas médicas e os tratamentos odontológicos que não existiram. Ao declarar as despesas, os contribuintes recebiam dedução do imposto a pagar ou aumento na restituição. 

Ao todo, a Receita Federal estima que R$ 1,5 milhão foram fraudados durante o esquema. Os envolvidos serão notificados pela Receita Federal. No entanto, antes disso, é possível fazer a autoregularização da situação fiscal. Correio - Foto: Divulgação/Receita Federal

Uma jovem de 23 anos morreu durante uma troca de tiros entre policiais e criminosos do bairro de Manga Rosa, no município de Cruz das Almas, a 146 quilômetros de Salvador. De acordo com informações da Polícia Militar, o caso aconteceu no início da noite de terça-feira (14), após um chamado de moradores. Ainda segundo a PM, ao chegar no local para averiguar a denúncia de que facções criminosas estariam trocando tiros na região, a guarnição foi atacada e revidou.

Neste momento, uma jovem, identificada como Larissa Oliveira da Silva, de 23 anos, caiu ferida no beco. De acordo com testemunhas, Larissa, que estava sentada na porta da casa de uma amiga, foi atingida por um disparo na cabeça. 

Os policiais priorizaram o atendimento à jovem e os indivíduos conseguiram fugir. Ela foi encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento de Cruz das Almas, mas, devido à gravidade do ferimento, acabou sendo transferida para o Hospital Municipal de Santo Antônio de Jesus, onde não resistiu e morreu.

De acordo com a PM, a comprovação de onde partiu o disparo que atingiu a jovem, só poderá ser realizada após perícia legal. Os policiais que participaram da ação e as armas utilizadas por eles estão recolhidas na sede da 27ª Companhia Independente de Polícia Militar, à disposição da comissão que irá apurar os fatos em Inquérito Policial Militar. Ainda não há informações sobre o sepultamento da jovem, que foi encaminhada ao Instituto Médico Legal de Santo Antônio de Jesus. Correio - Foto: Reprodução/ Facebook

A Polícia Civil do Rio, em parceria com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) realizavam, na manhã desta quarta-feira (15), a Operação Adren. A ação tinha como objetivo cumprir mandados de prisão preventiva contra 40 pessoas, incluindo policiais. Ás 9h30, 16 pessoas tinham sido presas. Outros nove acusados foram detidos anteriormente,ao longo da investigação, totalizando 25 mandados de prisão cumpridos na ação.

O bando é acusado de praticar os crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, organização criminosa, roubo, extorsão e extorsão mediante sequestro. Os mandados eram cumpridos na Região Sul Fluminense, Rio de Janeiro, São Paulo (capital e interior) e interior de Minas Gerais. Ao todo, são 43 denunciados.

De acordo com a Polícia Civil do Rio, com a implantação das UPP, uma quadrilha do estado do Rio perdeu dinheiro, armas e drogas e pediu ajuda para a principal facção criminosa de São Paulo. Como a dívida não foi paga, o bando começou a controlar pontos de venda de drogas no Sul do Estado do Rio. Trezentos agentes participam da ação. O Globo - Foto: Priscila Chagas/TV Rio Sul

Um homem foi condenado a seis anos de prisão após tentar matar esposa em Santa Maria da Vitória, distante 867 quilômetros da capital baiana. De acordo com o Ministério Público, o autor da tentativa foi preso em flagrante no dia do crime, 10 de dezembro de 2012, permanecendo detido até o julgamento.
 
Ainda segundo o órgão, no dia do crime, o homem identificado como Antônio Ribeiro Silva, de 47 anos, e sua companheira Cleonice Rosa de Souza tiveram uma discussão. Com uma espingarda do tipo 'chumbeira', efetuou disparos contra o rosto e o corpo da vítima, que, conforme sustentou o promotor de Justiça, Ulisses Campos, “não morreu por motivos alheios à vontade do acusado, que tinha a intenção de matá-la”.
 
Antônio Ribeiro Silva já tinha antecedentes criminais. Ele tinha sido condenado em Formosa de Goiás a três meses de detenção por crime de lesão corporal em situação de violência doméstica. O Tribunal do Júri condenou Antônio Ribeiro Silva por maioria dos votos. Os jurados refutaram a tese da defesa, que argumentou que Antônio teria desistido voluntariamente da tentativa de homicídio. Foto: Ilustrativa

Uma mulher morreu após cair de um caminhão em movimento em Itabela, distante 553 quilômetros da capital baiana. De acordo com a polícia, o acidente aconteceu na última segunda-feira (13).
 
Conforme informações do jornal Extra, a mulher identificada como Marla Correia Raquebaque, de 23 anos, era funcionária de uma loja de móveis e trabalhava na equipe de transporte da empresa. Ela teria passado mal durante uma entrega. A jovem teria decidido abrir a porta do automóvel para vomitar, quando se desequilibrou e caiu.
 
Segundo a polícia, a delegacia de Itabela teve conhecimento do caso, mas ainda não foi aberto nenhum inquérito para apurar a morte de Marla. Nos próximos dias, a polícia deve ouvir testemunhas. Uma delas, o motorista que acompanhava a colega de trabalho, disse a familiares que ela passou mal após comer um pastel e chegou a vomitar algumas vezes antes de embarcar no caminhão.
 
Marla chegou a ser levada ao Hospital Frei Ricardo, localizado também em Itabela, com traumatismo craniano. Ela foi transferida, ainda viva, para outra unidade, em Porto Seguro, mas não resistiu. O corpo de Marla deve ser sepultado nesta quarta-feira, em Itabela. Ela deixa dois filhos, de 3 e 7 anos. Bocão - Foto: Reprodução

O tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, foi preso nesta quarta-feira (15) na 12ª etapa da Operação Lava Jato, de acordo com informações da Polícia Federal, que realizou a prisão. Ele é investigado por suspeita de receber propina em esquema de corrupção na Petrobras. O mandado contra Vaccari é de prisão preventiva e ele foi detido em casa, em São Paulo.

A polícia prendeu também a cunhada de Vaccari, Marice Correa. O mandado dela  é de prisão temporária. Marice também aparece em investigações sobre o pagamento de propina no esquema da Petrobras.

Além da prisão de Vaccari e da cunhada, a PF executa mandado de condução coercitiva contra a mulher dele, que está sendo ouvida pelos policias em casa. Na condução coercitiva, a pessoa presta depoimento e é liberada. Desde que surgiram as denúncias, no ano passado, Vaccari tem negado a participação dele e da cunhada no esquema.

A atual fase da Lava Jato, além dos dois mandados de prisão e do de condução coercitiva, executa um de busca e apreensão, também na cidade de São Paulo. Todos os presos serão levados para a superintendência da PF em Curitiba.

Leia mais...

Continuam as investigações da Polícia Civil sobre o furto dos cento e quarenta mil reais destinados ao abastecimento dos caixas eletrônicos do Banco do Brasil de Jacobina , ocorrido na última sexta-feira, 10.

Em contato com o delegado Damião Lacerda, que registrou a ocorrência de número 091/2015,  fomos informados que as câmeras de segurança gravaram a ação da quadrilha, formada por pelo menos três elementos, no entanto as imagens não são de boa qualidade e haverá necessidade de melhorias nas gravações para que se possa fazer a identificação dos bandidos.

A quadrilha agiu em plena luz do dia, em um horário de pico do expediente bancário, o que mostra que os bandidos foram extremamente ousados e que a ação foi muito bem planejada. Até o momento ninguém foi preso ou identificado pela polícia, que continua  em busca de informações que ajudem a capturar os elementos que realizaram o furto. Bahia Acontece

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) determinou que o governo do Estado reintegre o deputado estadual Marcos Prisco (PSDB) aos quadros da Polícia Militar da Bahia (PM-BA). Além da reintegração, o Estado terá que pagar os proventos retroativos como soldado da corporação desde 2001.

“Quero vê se o Estado não vai cumprir agora a decisão da Justiça mais uma vez. O Executivo não pode contrariar a sentença sob pena de desrespeito ao poder judiciário mais uma vez”, reclamou Prisco, em nota enviada à imprensa.

Leia mais...

O Ministério Público do Trabalho (MPT) descobriu que uma rede pastelarias do Rio de Janeiro, investigada por envolvimento em máfia de trabalho escravo, servia carne de cachorro como recheio dos salgados que fabricava. Uma vistoria realizada pelo órgão no processo de investigação encontrou cachorros congelados em caixas de isopor, nos fundos do estabelecimento. Segundo a procuradora Guadalupe Louro Couto, os animais podem ter sido mortos a pauladas e eram guardados na lanchonete localizada em Parada Lucas, para a fabricação de pasteis e outros salgados. “Tinha muita carne estragada. O cheiro daquele lugar era insuportável”, contou a procuradora. Em depoimento, o chinês dono da pastelaria que cumpre pena no Complexo do Gericinó, no Rio de Janeiro, disse que o uso da carne de cães na produção de pastéis é uma pratica comum nas lanchonetes chinesas espalhadas pela cidade.

O local oferecia condições de trabalho degradantes para os funcionários. O primeiro caso de trabalho escravo chegou ao conhecimento do MPT há dois anos, quando um rapaz foi hospitalizado com queimaduras no corpo. Além de ser obrigada a trabalhar sem remuneração, a vítima era alvo de castigos diários e jornada de trabalho exaustiva. “Ele levava coronhadas e apanhava todos os dias. Os vizinhos ouviam os gritos, mas como não era de socorro, não sabiam do que se tratava. Um dia o patrão jogou uma panela quente nas costas dele. A vizinhança chamou a polícia, e o menino foi hospitalizado”, disse a Couto. Perplexa, a procuradora disse que é fundamental que a sociedade de sensibilize com esses casos e denuncie sempre que suspeitar de situações parecidas. "Já vi muita coisa ruim, principalmente em trabalhos que realizei em fazendas do Mato Grosso. Mas o que encontrei naquela pastelaria foi o pior de tudo", contou a procuradora. Foto: Divulgação / MPT

Polícia Federal durante operação na cidade mineira de Montes Claros

Uma operação de combate a fraudes no Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT) foi deflagrada ontem (13) pela Polícia Federal. A operação foi determinada como “Tempo de Despertar”, e conta com a participação de cerca de 220 policiais federais. A PF estima que a fraude possa chegar a R$ 28 milhões.

Policiais federais lotados nas Delegacia sede Vitória da Conquista e Ilhéus se dirigiram a Montes Claros, em Minas, para colaborar com as ações. De acordo com a polícia, a organização criminosa que se pretende desmantelar é composta por uma extensa rede integrada de servidores públicos, policiais civis e militares, médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, dentistas e agenciadores de seguros.

Leia mais...

Abreu
Cafe beira rio