Cidadão do Povo
Mauricio Dias

Na madrugada deste dia 15/03/2016, fugiram da delegacia de Morro do Chapéu os presos identificados como os prenomes de Euder, que possui vínculos em Jacobina; Jeferson, Júnior, Edmilson, Iago e Genivaldo. Os fugitivos ainda levaram da delegacia uma Viatura Policial Civil, uma motocicleta Honda/CG 150, cor vermelha, ano 2014, placa não informada, licenciamento do município de Morro do Chapéu/BA; e uma espingarda calibre 12. A viatura policial foi encontrada abandonada na manhã de hoje atrás da rodoviária de Jacobina/BA. Ainda não se tem outras informações sobre os fugitivos. Jacobina 24 Horas

Cerca de 2.600 cabos, soldados e sargentos da Polícia Militar da Bahia estão aptos a pedir reserva do serviço e devem fazer a solicitação em 2016, número equivalente a quase 10% da tropa de quase 30 mil PMs do estado, segundo a corporação. Embora não haja certeza sobre a entrada de novos policiais, há a previsão do concurso para o Curso de Formação de Soldados para junho deste ano.

As informações são do sargento Roque Santos, presidente da Associação de Praças da Polícia e Bombeiro Militar (APPM), que em entrevista ao Bahia Notícias nesta segunda-feira (14) afirmou ter recebido os dados do coronel Carvalho Melo, diretor do Departamento de Pessoal da instituição. A reportagem tentou confirmar a estimativa pela assessoria de comunicação da PM e pela Lei de Acesso à Informação, mas em nenhuma das duas vias obteve resposta.

“O Processo de Reserva na PMBA ocorre naturalmente quando o policial militar alcança os requisitos legais para pleitear por tempo de serviço ou o faz por imposição da lei ao alcançar a idade limite de permanência. Em 2016, os policiais militares que solicitaram a reserva estão com o pedido sob análise, portanto, não temos como disponibilizar tal dado”, disse a assessoria de comunicação da PM-BA, em 19 de fevereiro, um mês após o primeiro contato feito pela reportagem para solicitar os dados. Bahia Notícias - Foto: Reprodução

Newton Hidenori Ishii esteve preso em 2003 durante a Operação Sucuri

Em julgamento de recurso Especial, o ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça, manteve a condenação de três policiais federais por corrupção passiva na Operação Sucuri, que investigou a atuação dos agentes em esquema de facilitação de contrabando em Foz do Iguaçu. Entre os condenados está Newton Hidenori Ishii, que, durante a Operação Lava Jato, ficou conhecido como o “Japonês da Federal”, por estar presente, escoltando os presos em praticamente todas as fases da Operação.

Ishii foi preso, em março de 2003, nos primeiros meses de governo Lula, na Operação Sucuri, junto com outros 22 agentes da Polícia Federal, sete auditores da Receita Federal e três Policiais Rodoviários Federais, todos de Foz do Iguaçu, na fronteira do Paraná com o Paraguai. Também foram atingidos contrabandistas e intermediários.

Segundo a denúncia, os servidores públicos “se omitiam de forma consciente e voluntária, de fiscalizar os veículos cujas placas lhes eram previamente informadas, ou realizavam fiscalização ficta, abordando os veículos para simular uma fiscalização sem a apreensão de qualquer mercadoria“.

Preso em 2003, condenado em primeira instância em 2009, Ishii manteve-se no cargo enquanto seu recurso não era julgado. O agente chegou a ser afastado dos serviços pela própria Polícia Federal, sem prejuízo em seus vencimentos, mas o Tribunal de Contas da União determinou seu retorno ao trabalho.

Foi encontrado por volta das 14h deste sábado (12) o corpo do idoso de 77 anos que estava preso há quase dois meses em um buraco de 25 metros de profundidade em uma cisterna na zona rural de Rio Real, após a estrutura do equipamento ceder durante obras de reparo. O acidente ocorreu no dia 20 de janeiro.

Segundo o G1, a localização do corpo de José Alves da Cruz foi confirmada pela Companhia de Engenharia Hídrica de Saneamento da Bahia (Cerb), que atuou na operação de busca em parceria com o Corpo de Bombeiros. A Polícia Civil da cidade e o Departamento de Polícia Técnica (DPT) foram mobilizados para fazer o exame cadavérico. O trabalho de retirada do corpo durou mais de 20 dias e contou com uma equipe formada por bombeiros, técnicos e engenheiros. Os trabalhos tiveram início no dia 18 de fevereiro. Foto: Reprodução/TV Bahia

                                 Roberval, Donizete e Francisco

Os elementos presos pela Polícia Militar após o assalto a distribuidora DIBEC de Jacobina foram identificados como  Roberval Oliveira dos Santos, de 27, Donizete Santos Barreto, de 37 e Francisco Soares dos Santos filho de 34. Uma quarta pessoa foi presa, mas liberada horas depois por não haver indícios de seu envolvimento no assalto.

Eles são acusados do  assalto que ocorreu na manhã da última segunda-feira (7) na sede da empresa, quando um grupo conseguiu levar o malote da empresa com o movimento da semana, mas a ação foi flagrada pelo sistema de câmeras de segurança e as imagens contribuíram com as investigações. O quarteto está custodiado na carceragem da 16ª COORPIN. Bahia Acontece

O jovem Alessandro Santana da Silva, 21 anos, integrante da Igreja Assembleia de Deus, faleceu após sofrer queda de uma moto Suzuki por volta das 0h30 da madrugada deste sábado, 12, em Jacobina.

Segundo informações, Alessandro esteve em uma festa de casamento no Bairro Jacobina IV, e após deixar um amigo no Bairro Jacobina I, sofreu queda de moto no quebra molas da Rua Francisco Rocha Pires em frente ao SAC.

O Samu 192 foi acionado e a equipe do Dr. Sérgio Ayala, após uma hora tentando reanima-lo, socorreu o jovem com TCE entubado para o Hospital Antônio Teixeira Sobrinho, onde o mesmo já chegou sem sinais vitais.

O corpo da vítima foi levado pelo Departamento de Polícia Técnica para o IML, anexo a 16° Coorpin."Ele saiu daqui da Jacobina IV brincando, dizendo que ía dá o que a moto pedisse. Alessandro era evangélico e não bebia, saiu daqui e logo depois recebemos a triste notícia" disse uma amiga. Fonte: Augusto Urgente

A Polícia Federal achou uma sala-cofre em uma agência central do Banco do Brasil, em São Paulo, que guarda muitos bens do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O acervo está acondicionado em 23 caixas lacradas no BB desde janeiro de 2011 - são 133 peças, inclusive joias e obras de arte recebidas pelo ex-presidente de chefes de Estado. A descoberta foi comunicada pela PF ao juiz federal Sérgio Moro por meio de relatório que inclui fotos do local onde estão os itens.



A sala-cofre no Banco do Brasil na Rua Líbero Badaró foi encontrada pela PF casualmente durante buscas realizadas na residência de Lula, em São Bernardo do Campo, na sexta-feira (4) - dia em que o ex-presidente foi conduzido coercitivamente pela PF para depor no inquérito da Operação Lava Jato. Os agentes acharam o documento "Termo de Transferência de Responsabilidade" (Custódia de 23 caixas lacradas).

Ao encontrar a pista sobre o cofre, a PF pediu ao juiz federal Sérgio Moro autorização para estender a busca para o Banco do Brasil. Moro consentiu. "Foram encontradas nas caixas de papelão, de modo geral, peças decorativas, espadas, adagas, moedas, canetas e condecorações", diz o relatório da PF, subscrito pelo delegado Ivan Ziolkowski, que ilustrou o documento com fotos de peças do acervo. O relatório da PF indica.

     A ação dos bandidos durou cerca de 30 minutos antes da fuga

Uma agência do Banco do Brasil, localizada no município de Nova Soure, no nordeste da Bahia, foi alvo de um grupo com mais de 12 criminosos, na madrugada da última sexta-feira (11). A Polícia Civil informou que os bandidos explodiram o banco por volta das 2h30. A ação, que durou 30 minutos, foi registrada pelas câmeras de segurança do local.

Os criminosos chegaram a cidade fortemente armados em três veículos: uma Hillux branca, um Limea branco e um Fiesta prata. Enquanto parte dos integrantes explodiam o cofre central da agência, outra parte do grupo realizava disparos de arma de fogo para cima e ameaçava os moradores do município. Com a explosão, o teto da agência na área dos caixas eletrônicos foi danificado. Ainda segundo a polícia, os bandidos não conseguiram levar toda o dinheiro que estava no cofre.

Após a ação, o grupo fugiu pela BR-110, em direção ao município de Olindina. A polícia informou que quando chegou na rodovia, o grupo efetuou novos disparos de arma de fogo. Três homens e uma mulher foram vistos em um bar do município até por volta das 1h são suspeitos de participar da ação. Até o momento ninguém foi preso. Metro1 - Foto: Reprodução/Itapicuru Notícias

Os bombeiros mantêm as buscas na manhã deste sábado (12) aos desaparecidos após as fortes chuvas ocorridas entre quinta-feira (10) e sexta-feira (11) na Grande São Paulo. Pelo menos cinco pessoas são procuradas em Mairiporã, uma das cidades mais atingidas pela tempestade. Na madrugada deste sábado, os bombeiros registraram mais uma morte em Franco da Rocha.

Uma pessoa morreu tentando atravessar uma rua alagada. A vítima teve uma parada cardíaca e foi levada para o pronto-socorro estadual de Francisco Morato, mas não resistiu. Com essa, já são 20 mortes no Estado de São Paulo, sendo 18 na Grande São Paulo e 2 em Itatiba. Neste sábado, a presidente Dilma Rousseff (PT) vai sobrevoar a área e fazer uma reunião com os prefeitos da região. Foto: Reprodução/UOL

Uma megaoperação da polícia civil realizada na tarde de quarta-feira (9), prendeu uma quadrilha acusada de realizar assaltos a bancos e roubos de caminhonetes na região oeste da Bahia.  A ação aconteceu sob o comando do delegado regional, Rivaldo Luz, do delegado titular, Leonardo Almeida, e contou com apoio da Polícia Civil de Barreiras, com o delegado Joaquim Rodrigues e agentes.
 
De acordo com o delegado Rivaldo Luz, oito criminosos foram presos nas cidades de João Dourado, Jacobina e outros estados. “Já vínhamos investigando esses roubos de caminhonetes Hilux, residências, e instituições bancárias há pelo menos três meses. O trabalho para encontrar esses bandidos foi intenso. Foi mobilizado o serviço de investigação de Luís Eduardo Magalhães, de Barreiras, da Coordenadoria, e foram presos quase todos envolvidos. Foram encontrados diversos veículos, munições, armamentos, pistolas e explosivos”, disse em entrevista ao Jornal Expresso.

Quinze pessoas morreram em função das fortes chuvas que atingiram a Grande São Paulo entre a noite desta quinta-feira, 10, e a madrugada desta sexta, 11, segundo o Corpo de Bombeiros. A corporação continua as buscas por mais oito desaparecidos.

Um deslizamento que ocorreu por volta das 22h, na altura do número 500 da rua da Primavera, no município de Mairiporã, deixou cinco mortos, entre eles uma menina de 4 anos, de acordo com informações dos bombeiros, que realizaram buscas durante toda a madrugada. Outras sete pessoas foram levadas com vida ao pronto-socorro local.

No município de Francisco Morato, três pessoas morreram em um deslizamento que atingiu uma casa na rua Irã, no bairro de Jardim Santa Rosa, durante a madrugada. Dois feridos foram resgatados. Ainda em Francisco Morato, uma ocorrência na rua Raul Pompeia matou outras duas pessoas.

O centro do município de Franco da Rocha se encontra alagado devido à chuva que começou ainda na noite de quinta. O temporal chegou a interditar por cerca de seis horas o Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos.

Várias estações da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos ficaram alagadas, prejudicando a circulação dos trens. Os rios Tietê e Pinheiros chegaram a transbordar. O trânsito na capital paulista apresenta vários pontos de engarrafamento. Agência Brasil - Foto: Divulgação/Defesa Civil-SP

Dois mandados de busca e apreensão e um de prisão foram cumpridos pela Polícia Federal na manhã desta sexta-feira (11), em Salvador. De acordo com a PF, esses mandados fazem parte do desdobramento da 'Operação Acarajé', que integra a 23ª fase da Operação Lava Jato. Ainda segundo a PF, uma funcionária da Odebrecht, que é assistente administrativo, foi presa em casa, no bairro de Pernambués, em Salvador.

Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos na sede da empresa e na casa da funcionária. A PF informou que a funcionária foi levada para Curitiba ainda na manhã desta sexta-feira. O G1 entrou em contato com a assessoria da Odebrecht, que ficou de se posicionar sobre o desdobramento da operação ainda nesta sexta-feira.

Operação Acarajé

Agentes da Polícia Federal cumpriram mandados de busca e apreensão na sede da empresa Odebrecht, na Avenida Paralela, em Salvador, no último dia 22 de fevereiro. As ações integraram a 23ª Fase da Operação Lava Jato, que também expediu mandado de prisão contra o publicitário baiano João Santana, marqueteiro das campanhas da presidente Dilma Rousseff e da campanha de reeleição do ex- presidente Luís Inácio Lula da Silva, em 2006. Sete mandados de busca e apreensão foram executados em Salvador e Camaçari, região metropolitana. G1

O Detran-BA abordou 452 veículos e autuou 134 em blitze realizadas durante quatro dias de ações educativas e de fiscalização em caravana realizada no município de Jacobina, na região centro norte do estado. As atividades da caravana ocorreram com o apoio da Polícia Militar e da Superintendência Municipal de Trânsito e Transporte. "O maior número de ocorrências em Jacobina foi a falta de habilitação, principalmente entre mototaxistas, o que preocupa muito. Eles colocam em risco a própria vida e a dos passageiros, transitando perigosamente, já que não dominam as leis de trânsito. Por isso, a importância da ação do Detran”, avaliou o capitão Rômulo Rodrigues, coordenador da operação.

Autoescolas, clínicas, empresas de vistoria e de placas credenciadas ao Detran foram também fiscalizadas. O Detran também fiscalizou autoescolas, clínicas, empresas de vistoria e de placas credenciadas, além de venda de peças em ferros-velhos, para verificar o comércio ilegal. Entre esses estabelecimentos, a Autoescola Jacobina foi notificada por falta de itens de acessibilidade no local e por usar uma moto sem retrovisor. A empresa terá 48 horas para regularizar a situação – em caso de descumprimento, a escola pode ser notificada e ter as atividades suspensas. BN - Foto: Divulgação/Detran-Ba

          Polícia acredita que Bianca (do meio) planejou o crime

Um homem foi morto com facadas na cabeça e no pescoço em Jaguarari (a 411 km de Salvador). De acordo com o Portal Jaguarari, Jilmar Antônio Gomes dos Santos, 43 anos, foi assassinado enquanto dormia em casa nesta quarta, 9. Menos de 24 horas após o crime, policiais prenderam a mulher da vítima, Rita de Cássia Cintra dos Santos, 42 anos, a filha do casal, Bianca Cintra dos Santos, 18 anos, e o ex-namorado dela, Renato dos Santos, de 51 anos.

De acordo com a polícia, Bianca disse que decidiu matar o pai ao sair de uma festa onde estava ingerindo bebida alcoólica. Ela teria convidado o ex-namorado para cometer o crime e ele teria desferido os golpes contra Jilmar.



Já Renato acusa Bianca de ter esfaqueado a vítima. Ele alega que escondeu a arma do crime e que Rita sabia que a filha mataria o pai. Em depoimento, Rita contestou a versão e alegou que Bianca e o pai não se davam bem. Ela alegou que tinha tomado remédio e foi dormir em outro cômodo da casa, só acordando ao ouvir os gritos da filha após matar Jilmar.

Depois do crime, Rita teria pedido socorro para um primo de Jilmar, que acionou o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu). Mas, quando a equipe chegou, ele já estava morto. A polícia suspeitou do trio após ver imagens de Bianca e Renato circulando nas imediações da casa da vítima. A filmagem de câmeras de segurança mostra que os dois entraram no imóvel de Jilmar, mas apenas Renato saiu, o que levantou suspeita da participação deles no homicídio. Fonte: A Tarde - Foto: Reprodução | Portal Jaguarari

Os trabalhos de resgate do idoso que caiu em uma cisterna no dia 20 de janeiro em Rio Real, agreste baiano, já alcançaram 19 metros de profundidade após 20 dias de perfuração. José Alves da Cruz, de 77 anos, está preso no buraco que tem 25 m de profundidade. Iniciada no dia 18 de fevereiro, a força-tarefa é feita de forma minuciosa, como informou o Corpo de Bombeiros ao G1.



O trabalho requer cuidado para evitar acidentes, a exemplo de deslizamento de terra sobre os trabalhadores que realizam a escavação. Até o momento, já foram colocados 43 anéis de sustentação (estruturas metálicas) para evitar que a terra desmorone no buraco. Equipamentos da Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (Cerb) também dão apoio aos trabalhos de escavação. No local, foi instalada uma lona para impedir que a chuva interfira nas buscas pelo idoso. Fotos: Divulgação/Corpo de Bombeiros da Bahia

Os policiais civis do Estado da Bahia paralisam suas atividades por 48 horas, a partir das 8h, desta quinta-feira (10). Com a interrupção dos trabalhos, os serviços nas delegacias estarão suspensos até o final da sexta-feira (11), voltando à sua normalidade da manhã de sábado (12).

As ações integram a luta da categoria por melhores condições de trabalho e por um salário mais justo. “É preciso concentrar as nossas forças a fim de conquistarmos o objetivo de nossas reivindicações”, disse o presidente do sindicato Marcos Maurício.

Nesse tempo, os cidadãos podem utilizar a internet para registrar boletins de ocorrência. Porém, este serviço só atende casos que não envolvam violência. Caso o impasse continue, outra paralisação está programada para os próximos dias 17 e 18 de março. Foto: Reprodução

O soldado da Polícia Militar, Roberval dos Santos Conceição, morreu na tarde desta quarta-feira (9) em Pojuca, na região metropolitana de Salvador. Lotado 32ª Companhia Independente de Polícia Militar (32ª CIPM/Pojuca), ele foi baleado durante um assalto depois de sair do trabalho, por volta de 17h. O crime aconteceu na rua Manoel Pereira, bairro Pojuca Nova, próximo à Companhia onde atuava.

O criminoso surpreendeu o PM e disparou três vezes. A arma da corporação, uma pistola calibre .40, foi roubada durante a ação. Roberval ainda foi encaminhado para uma unidade de saúde, mas não resistiu aos ferimentos. Em nota, o Comando Geral da Polícia Militar lamentou a morte do soldado. Foto: Reprodução

Um pedreiro ainda não identificado, caiu de um prédio em construção, na Rua 13 de maio, em Capim Grosso, após levar um choque e morreu. Segundo populares o jovem pedreiro levou um choque na última lage da construção e caiu de cabeça na calçada. A SAMU foi acionada prestando os primeiros socorros e encaminhando a vítima até a UPA 24 HORAS, mas o mesmo não resistiu aos ferimentos. De acordo com informações a vítima seria do povoado do Peixe, conhecido como Coelho. Fonte: FR Notícias.

O frei Antônio Moser, de Petrópolis, na Região Serrana do Rio, foi morto a tiros, na manhã desta quarta-feira, após ser abordado por assaltantes na Rodovia Washington Luiz, na altura de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. O crime aconteceu por volta das 6h10m, na pista sentido Rio da estrada. Mesmo ferido, o religioso, de 75 anos, ainda conseguiu dirigir o Honda Civic prata até o acostamento. Os bandidos, que estariam de moto, conseguiram fugir.



Equipes da Concer foram até o local e chegaram a chamar uma ambulância, mas o homem já estava morto. Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) isolaram o lugar para a realização da perícia. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). A assessoria de imprensa do frei informou que uma pessoa da assessoria jurídica seguiu para o local onde está o carro.

Antônio Moser era diretor-presidente da Editora e do Editorial Vozes, professor de Teologia Moral e Bioética no Instituto Teológico Franciscano (ITF), em Petrópolis. Ele também era Pároco da Igreja de Santa Clara e diretor do Centro Educacional Terra Santa. No site dele há foto de um encontro com o Papa Francisco.

O religioso escreveu 27 livros e participou como co-autor de diversas obras e artigos científicos em revistas nacionais e revistas internacionais. Desde 2005 ele era convidado permanente para o programa semanal “Em Pauta” , da TV Canção Nova, onde são discutidos os mais variados temas relacionados com a ética. Extra - Foto: Reprodução e Divulgação da Polícia Rodoviária Federal

O juiz Sérgio Moro condenou a 19 anos de prisão o empresário Marcelo Odebrecht e outros dois ex-executivos da empresa, Márcio Faria e Rogério Araújo, pelos crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa. Outros dois ex-executivos do grupo foram condenados nesta terça-feira a penas um pouco menores. Alexandrino Alencar foi condenado a 15 anos, sete meses e dez dias de reclusão e César Ramos Rocha a 9 anos, dez meses e 20 dias por corrupção e associação criminosa. A defesa do empresário classificou a sentença como “injusta”. Em nota, o advogado Nabor Bulhões diz que a condenação só pode ser concebida como “grave erro judiciário ou como expressão de puro arbítrio do julgador.

A maior pena dos condenados na Lava-Jato na decisão de Moro de hoje é a do ex-diretor da Petrobras Renato Duque, da área de Engenharia e Serviços, com 20 anos, três meses e dez dias de reclusão. Ele já havia sido condenado a 20 anos e oito meses por crimes de corrupção em outro processo envolvendo o ex-tesoureiro do PT João Vaccari. Ao contrário do que alegou a defesa, o juiz considerou que Marcelo Odebrecht se envolveu "diretamente na prática dos crimes, orientando a atuação dos demais, o que estaria evidenciado principalmente por mensagens a eles dirigidas e anotações pessoais, apreendidas no curso das investigações". O Globo - Foto: Reprodução

Cafe beira rio
Abreu